Tragédia em São José dos Pinhais - Oito pessoas morreram em batida na BR-277

Havia fumaça e neblina no momento do acidente, oito mortos e mais de 20 pessoas ficaram feridas.

Oito pessoas morreram em batida na BR-277, em São José dos Pinhais — Foto: Divulgação/PRF

Tragédia na BR-277: recorrente no trecho da rodovia, nevoeiro reduz a visibilidade horizontal

Oito pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas em acidente com 22 veículos, em São José dos Pinhais, na noite de domingo (2). Havia fumaça e neblina no momento da batida.

Por RPC Curitiba

Nevoeiro é um fenômeno meteorológico que reduz a visibilidade horizontal

O nevoeiro é um fenômeno meteorológico que reduz a visibilidade horizontal. No trecho onde oito pessoas morreram em um acidente com 22 veículos em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, a formação de nevoeiro é recorrente.

Ao lado daquele ponto da BR-277, há uma área alagada – o que aumenta a umidade. Quando o céu está limpo, o aquecimento ao longo do dia é grande, mas, ao sol se por, a perda de calor para a atmosfera é muito grande, tornando-se um local de formação de neblina.

Com o passar da noite, o resfriamento é rápido e grande. Nesse tipo de local, mais úmido e com ventos calmos, ocorre a formação de nevoeiro. Assista ao vídeo explicativo no começo desta reportagem.

Havia fumaça e neblina no momento do acidente, que aconteceu por volta das 22h30 de domingo (2). Mais de 20 pessoas ficaram feridas.

O nevoeiro por si só já é um fator que complica muito a visibilidade. Por isso, pegar estrada em dias de neblina é sempre mais difícil e perigoso.

'Túnel' sem visibilidade

Na quarta-feira (29), quando uma equipe de reportagem do Bom Dia Paraná foi até o trecho da BR-277, já havia queimada na vegetação, que estava provocando fumaça. 

Estiagem aumenta risco de incêndios

Com nevoeiro e fumaça, a visibilidade fica ainda mais prejudicada nesse ponto da rodovia, como dá para ver na imagem acima feita na manhã desta segunda-feira (2). É como um paredão se formasse no local.

À noite, a visibilidade piora ainda mais. Ou seja, a escuridão, a fumaça e o nevoeiro fizeram com que os motoristas entrassem em uma espécie de "túnel" sem visibilidade.

No começo da tarde desta segunda-feira, a queimada continuava na vegetação às margens da BR-277, mas estava um pouco mais controlada.

Essa área de charco traz a umidade necessária para formar o nevoeiro, ainda mais com o frio da madrugada. Isso sempre acontece nessa região da rodovia. Além disso, o incêndio também não começou agora.

Relatos que chegaram à RPC dizem que esse incêndio é recorrente e que há flagras de pessoas queimando lixo e até sofás no local. Então, os bombeiros são acionados.

O Corpo de Bombeiros reforçou o alerta de que é preciso evitar as queimadas. A vegetação seca, que cobre a superfície do charco, faz com que o fogo perca o controle rapidamente.

"Os focos de fogo na beira da rodovia podem gerar esse tipo de situação em qualquer rodovia do estado do Paraná e do Brasil. Estamos em um período de estiagem, temos alertado isso todo dia para que a população nos ajude cuidando dessa situação. Nós estamos em um período de seca, uma crise hídrica, mas isso também gera uma vegetação seca – não só nesse local, mas em todo o estado do Paraná. Os nossos atendimentos de incêndio florestal aumentaram 78% em relação ao ano passado. Solicitamos que a população redobre os cuidados, porque nós precisamos desse apoio", afirmou o tenente dos bombeiros, Samuel Prestes.

Acidente

A Ecovia, concessionária que administra o trecho da rodovia, confirmou que a visibilidade na rodovia ficou prejudicada em função da fumaça gerada por uma queimada fora da faixa de domínio, próximo à BR-277.

De acordo com a Ecovia, "isso gerou colisão entre alguns veículos que, em seguida, desocuparam os veículos e permaneceram na rodovia".

Ainda conforme a empresa, "uma carreta não conseguiu frear e atropelou algumas destas pessoas, colidindo também com alguns veículos que estavam no local".

A concessionária informou que lamenta o ocorrido e disse que se solidariza com as vítimas e familiares. Segundo a Ecovia, todas as equipes de plantão da empresa foram imediatamente mobilizadas no atendimento às vítimas e no apoio à PRF, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Foram removidos 23 veículos do local, sendo 15 carros de passeio, cinco motocicletas, um caminhão e um carro da Polícia Militar, conforme a concessionária.

Denuncie

Quem souber de práticas de queimadas, deve denunciar no telefone 193. A prática além de ilegal, é insegura.

https://g1.globo.com/pr/parana/noticia/2020/08/03/tragedia-na-be-277-nevoeiro-e-um-fenomeno-meteorologico-que-reduz-a-visibilidade-horizontal.ghtml