Três homicídios a tiros em menos de 24 horas em Juazeiro do Norte

Três homens mortos a tiros em Juazeiro do Norte

Perícia Forense recolhe três corpos vítimas a tiros em Juazeiro do Norte. 

Um crime a noite de sábado e dois neste domingo 

Dedo no gatilho, vítimas na mira, estampidos de arma de fogo, e três homicídios em menos de 24 horas na grande Juazeiro do Norte, o primeiro aconteceu na noite deste sábado (11), por volta das 22hs, na Rua da Independência no Bairro Salesianos em Juazeiro do Norte, Luiz Eduardo da Silva Nascimento, de 41 anos de idade, de profissão pintor, estava em sua residência quando foi chamado por alguém, ao abrir a porta foi surpreendido com tiros que ceifaram sua vida. A polícia foi acionada comparecendo ao local, militares da Força Tática e Policiamento Ostensivo Geral (POG), realizaram os primeiros procedimentos sobre o assassinato, porém, não conseguiram informações a respeito da autoria do crime e a motivação, tudo agora fica para ser desvendado pela polícia investigativa. 

Segundo homicídio  

Antoniele Soares Rosendo de Sousa, 29 anos de idade, conhecido por “Niele” hoje (12), que morava na Rua Santa Rosa no Bairro do Socorro, por volta das 06h30 foi alvejado a tiros na Avenida José de Melo na comunidade do Horto, quando foi surpreendido por disparados de arma de fogo efetuados dois homens que estavam trafegando de moto. “Niele” foi socorrido para o Hospital Regional do Cariri, mas, não resistiu à gravidade dos ferimentos e faleceu. Do setor policial, “Niele” recentemente ganhou liberdade da prisão na cadeia pública de Juazeiro do Norte.  

Segundo os relatos de sua vida pregressa, “Niele”, em 15 de maio de 2011 foi lesionado com uma facada no pescoço pela sua namorada e socorrido para o hospital. No dia 7 de fevereiro de 2018, uma equipe do RAIO efetuou a prisão de “Niele” em sua casa com 80 pedras de crak e R$ 580,00 em espécie, mais dois relógios e um celular.

Terceiro homicídio

Neste domingo (12), por volta das 14hs, José Ivan Douglas Rodrigues Ferreira, jovem de 26 anos de idade, que tinha o apelido de “Manga Rosa”, foi assassinado com tiros na cabeça, o crime teria sido por dois homens que estavam trafegavam numa moto, e logo depois do ato violento empreenderam fuga tomando rumo ignorado.

Silva Neto