MPCE intima pastor a prestar esclarecimentos acerca de discurso falso sobre vacina chinesa

Promotor exige que o líder religioso apresente, em 15 dias, suas capacitações técnicas, científicas, sanitárias ou médicas, através de comprovante idôneo

Pastor Davi Goés. Foto: Reprodução/Facebook

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 85ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, intimou o pastor Davi Goés, do Ministério Canaã, de Fortaleza, que realizou um discurso com notícias inverídicas sobre a vacina chinesa CoronaVac. 

No documento, o Promotor de Justiça Ricardo Sant’Anna exige que o líder religioso apresente, em 15 dias, suas capacitações técnicas, científicas, sanitárias ou médicas, através de comprovante idôneo, diplomas ou certificados reconhecidos para credenciá-lo como especialista qualificado a emitir análise sobre o tema abordado por ele. A não apresentação de tais documentos será interpretada como a ausência de conhecimentos específicos sobre o tema. 

Na intimação consta ainda o pedido do vídeo completo do ato religioso, tendo em vista que a mídia veiculada possui três minutos e a cerimônia, mais de uma hora. No trecho, o pastor afirma que a vacina chinesa para imunizar contra o novo coronavírus pode causar câncer e tem “o HIV dentro dela”. No dia 15 de dezembro Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) requereu, através de dois ofícios, a responsabilização cível e criminal para o pastor. O caso encontra-se sob o procedimento n° 01.2020.00024473-4. 

Fonte: MPCE

http://www.blogdomateussilva.com.br/2020/12/mpce-intima-pastor-prestar.html