Itália vence a Bélgica e vai enfrentar a Espanha na semifinal da Eurocopa

Barella e Insigne garantem a vitória com dois bonitos gols no primeiro tempo em Munique

Rafael Tolói, Jorginho e Chiellini comemoram classificação da Itália diante da Bélgica de Lukaku (Foto: REUTERS/Matthias Hangst)

A Itália está de volta à semifinal da Eurocopa! Com uma grande atuação coletiva, com destaque para o camisa 10 Lorenzo Insigne, a seleção italiana venceu a Bélgica por 2 a 1, em Munique, e se classificou para a semi após cair nas quartas nas duas últimas edições. Barella e Insigne fizeram os gols italianos, e Lukaku descontou, ainda no primeiro tempo. Na próxima terça, a Itália vai enfrentar a Espanha, em Wembley, reeditando a decisão da Euro de 2012, quando os espanhóis conquistaram o título com uma goleada por 4 a 0.

QUEM VAI PARAR A ITÁLIA?

A seleção italiana, que sofreu um baque ao não se classificar para a Copa do Mundo de 2018, vive na Eurocopa o auge do seu processo de recuperação. A equipe dirigida por Roberto Mancini chegou a 32 jogos de invencibilidade (desde outubro de 2018), agora com 13 vitórias consecutivas, duas marcas inéditas na história da Squadra Azzurra. O próximo desafiante também ostenta uma sequência de respeito: a Espanha está invicta há 13 partidas.

PRIMEIRO TEMPO ESPETACULAR

O primeiro tempo de Bélgica x Itália foi emocionante do início ao fim. Os belgas começaram dominando, e o goleiro Donnarumma fez uma grande defesa em chute de Kevin De Bruyne, aos 21. A Itália melhorou, e abriu o placar aos 30, com um gol de Barella, que se livou de dois marcadores e driblou até o colega Immobile, caído na área, antes de chutar cruzado na saída de Courtois. Aos 43, Insigne bateu da entrada da área, longe do alcance de Courtois. Golaço e 2 a 0 no placaar. Mas logo depois Doku foi derrubado por Di Lorenzo na área. Lukaku cobrou o pênalti e descontou nos acréscimos.

Como esperado, a Bélgica foi atrás do empate mas sofreu com a atuação apagada dos dois principais nomes do time em campo: Romelo Lukaku e Kevin De Bruyne, que era dúvida para a partida após se machucar contra Portugal. Eden Hazard, também lesionado nas oitavas, desfalcou a Bélgica nesta sexta. Na melhor chance do empate, aos 15, De Bruyne cruzou da esquerda mas Lukaku bateu fraco, de pé direito, e Spinazzola conseguiu salvar quase na linha, sendo muito celebrado pelos companheiros de defesa após a jogada. Um dos principais nomes da partida, Spinazzola saiu machucado logo depois e, segundo a imprensa italiana, está fora do restante da Eurocopa.

https://ge.globo.com/futebol/eurocopa/jogo/02-07-2021/belgica-italia.ghtml