A “lei do ex” ataca: Rony comanda vitória do Palmeiras sobre o Athletico

Atacante faz dois, e Verdão vence o Furacão com facilidade

Rony após o terceiro gol do Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)

Com ótima atuação, principalmente no primeiro tempo, o Palmeiras venceu o Athletico por 3 a 0, neste sábado à tarde, no Allianz Parque, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro (assista abaixo aos melhores momentos). E a “lei do ex” voltou a entrar em ação: Rony marcou duas vezes (não comemorou) e confirmou o bom momento do Verdão desde a chegada do técnico Abel Ferreira. A derrota interrompe a reação do Furacão.

Palmeiras 3 x 0 Athletico-PR pela 23ª rodada do Brasileirão 2020

Verdão cresce

Ainda desfalcado por conta de casos de Covid-19 (Marcos Rocha, Willian, Jailson, Aníbal e Raphael Veiga estão fora), o Palmeiras conseguiu uma importante vitória para ainda sonhar com o título. O Verdão soma agora 37 pontos contra 42 do primeiro colocado Atlético-MG – o Alviverde tem um jogo a menos na comparação com o Galo.

Furacão: arrancada interrompida

Depois de quatro vitórias consecutivas, o Athletico não resistiu aos muitos desfalques por Covid-19 (Léo Linck, Santos, Jandrei, Khellven, Felipe Aguilar, Zé Ivaldo, Abner, Alvarado, Fernando Canesin, Nikão e Geuvânio), voltou a perder e ainda não conseguiu se afastar totalmente da disputa contra o rebaixamento. O Furacão permanece com 28 pontos, em posição intermediária na classificação.

Primeiro tempo

O Palmeiras não teve dificuldade para controlar o jogo. Com velocidade, o Verdão envolveu facilmente o Athletico e fez ótimo primeiro. O primeiro gol saiu aos sete minutos. Lucas Lima recebeu de Scarpa e deu belo passe para Patrick de Paula na área bater no canto esquerdo alto de Bento. Bissoli teve chance empatar pouco depois, mas furou cara a cara com Weverton. Depois disso, só deu Palmeiras. Scarpa carimbou a trave, e Gustavo Gómez quase aumentou a vantagem em desvio que passou perto do gol. A “lei do ex” apareceu aos 34. Zé Rafael cruzou, Gabriel Menino dividiu com Bento, e a bola sobrou na linha do gol para Rony só empurrar. Bento ainda evitou o terceiro em lindo chute de fora da área de Gustavo Scarpa.

Segundo tempo

O Palmeiras não deu chances para o Athletico sonhar com a reação no segundo tempo. Aos quatro minutos, Rony subiu de cabeça na pequena área e fez o terceiro. A vantagem ainda maior fez o Verdão tirar o pé. Nem assim o Furacão conseguiu reagir. A melhor chance esteve nos pés de Renato Kayzer, em saída errada da defesa palmeirense. O atacante, porém, escorregou na finalização e perdeu boa chance. Antes do fim, o garoto Gabriel Silva teve duas boas oportunidades, mas desperdiçou.

Atuações

Cadê o goleiro?

O Athletico jogou a partida sem goleiro reserva. A CBF não autorizou a liberação do garoto Mycael, de 16 anos, que está com a seleção sub-17. Com Santos e Jandrei fora por conta da Covid-19, o Furacão levou apenas Bento, de 21, para a partida em São Paulo.

Tributo a Maradona

O meio-campista argentino Lucho González prestou uma homenagem a Maradona na partida deste sábado. O jogador atuou com o nome do craque no uniforme.

Próximos jogos

Palmeiras e Athletico jogam agora pela Libertadores. Na terça, o Furacão enfrenta o River Plate, às 19h15 (de Brasília), em Buenos Aires. Já na quarta, o Verdão recebe o Delfín, no mesmo horário, no Allianz Parque. Pelo Brasileirão, os rubro-negros visitam o Fluminense, sábado, às 19h, no Maracanã. Os palmeirenses fazem o clássico contra o Santos, domingo, às 16h, na Vila Belmiro.

https://globoesporte.globo.com/sp/futebol/brasileirao-serie-a/jogo/28-11-2020/palmeiras-atletico-pr.ghtml