Na cola do líder, Atlético-MG visita o Corinthians para depender apenas de si na ultrapassagem

Com 35 pontos, a equipe de Sampaoli tem um a menos do que o líder Internacional (36)

Jorge Sampaoli, treinador do Atlético-MG — Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Na segunda colocação, Galo tem um ponto a menos e um jogo atrasado por fazer na próxima quarta-feira para tentar roubar a primeira colocação do Internacional

Por Fred Ribeiro — Belo Horizonte

Embalado após golear o Flamengo, o Atlético-MG não depende de ninguém para ser líder do Campeonato Brasileiro 2020, apenas das próprias forças. Isso, entretanto, se conseguir vencer o Corinthians, em duelo deste sábado, às 19h (de Brasília), na Neo Química Arena. O Galo visita o Timão de olho no confronto Santos x Inter, às 16h30.

Com 35 pontos, a equipe de Sampaoli tem um a menos do que o líder Internacional (36), mas haverá o jogo atrasado da sexta rodada na próxima quarta-feira contra o Athletico-PR. Assim, independente do resultado na Vila Belmiro, ao Galo basta somar seis pontos nos dois jogos que fará para terminar a 21ª rodada como líder.

Por outro lado, há cenários nos quais o torcedor do Atlético não precisará esperar o duelo contra o Furacão para comemorar a ponta da tabela. Se vencer o Corinthians, e o Inter não vencer o Santos, os alvinegros retomam a liderança com 38 pontos, contra os 36 gaúchos (e duas vitórias a mais no critério de desempate).

"Pra quem briga lá em cima, todo jogo tem que ser o último, todo jogo é uma final. Mas isso é passado, a gente, daqui pra frente, vai lutar muito pelos três pontos a cada jogo, não importa com quem quer que seja. Vamos trabalhar para que as coisas aconteçam bem daqui pra frente" (Allan, volante do Galo).

Caso o Atlético arranque um empate na Neo Química Arena, igualará os pontos do Inter, mas vence justamente no número de vitórias. Isso, é claro, se o time de Abel Braga for derrotado pelo Peixe, e o Flamengo não vencer o Atlético-GO. O Rubro-Negro está na terceira colocação, com os mesmos 35 pontos do Galo, mas 10 vitórias contra 11.

Se o Colorado empatar com o Santos, irá a 37 pontos. Então, somente uma vitória do Galo contra a equipe de Vagner Mancini servirá para a liderança. No melhor cenário para o Atlético, são duas vitórias - Corinthians e Athletico-PR -, chegando a 41 pontos na tabela até quarta-feira, próxima, e com o Inter, Flamengo e São Paulo perdendo na 21ª rodada. Assim, o alvinegro seria líder com cinco pontos de frente para o segundo lugar.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/atletico-mg/noticia/na-cola-do-lider-atletico-mg-visita-o-corinthians-para-depender-apenas-de-si-na-ultrapassagem.ghtml