Eleição do Vasco: com apenas dois candidatos e pleito online, sócios voltam a escolher presidente

Atual presidente do Vasco, Alexandre Campello (Rumo Certo) retirou a candidatura para "dar isenção ao processo".

Julio Brant e Jorge Salgado disputam a presidência do Vasco neste sábado — Foto: André Gallindo

Jorge Salgado (Mais Vasco) e Julio Brant (Sempre Vasco) disputam a presidência do Vasco, em votação exclusivamente online. Mais votado no sábado, Leven Siano tenta ter sua vitória reconhecida na Justiça

Por Fred Gomes e Marcelo Baltar — Rio de Janeiro

Uma semana após a votação em São Januário, depois de muita confusão e ações judiciais aos montes, o Vasco tem nova eleição neste sábado, desta vez totalmente online. Apenas dois dos cinco candidatos iniciais estão na disputa: Jorge Salgado (Sempre Vasco) e Julio Brant (Sempre Vasco) - Alexandre Campello, Luiz Roberto Leven Siano e Sérgio Frias renunciaram ao pleito virtual. Está marcada para acontecer das 9h às 22h, mas será que chegará ao fim? Se chegar, o resultado da mesma terá validade? O vascaíno começa mais um sábado cheio de incertezas.

É sabido que o candidato Luiz Roberto Leven Siano, o mais votado no pleito presencial, tenta, por intermédio de um recurso, reverter no Superior Tribunal de Justiça (STJ) decisão que tirou a validade do resultado obtido no fim de semana e, consequentemente, anular a eleição online marcada para este 14 de novembro. Na sexta, Leven entrou no mesmo STJ com um mandado de segurança a fim de impedir que esta acontecesse.

Em entrevista ao ge na noite de sexta-feira, Leven afirmou que a eleição deste sábado será "perda de tempo" e de que o pleito pode ser interrompido a qualquer momento.

Sérgio Frias (Aqui é Vasco) também considera que Leven foi eleito. Atual presidente do Vasco, Alexandre Campello (Rumo Certo) retirou a candidatura para "dar isenção ao processo".

A votação neste sábado será exclusivamente online, entre 9h e 22h. A Eleja Online vai conduzir o processo. A empresa é a mesma que realizou a Assembleia Geral Extraordinária, que referendou as diretas no Vasco. O prazo final para o sócio se cadastrar se encerrou na manhã desta sexta. A sede do Calabouço terá posto com totens caso o sócio precise de um local para acessar a internet para votar. É importante destacar: não haverá cadastramento no local.

No fim da noite de sexta-feira, menos de 12 horas antes do início da eleição online, o presidente da Assembleia Geral Extraordinária, Faués Cherene Jassus, o Mussa, um dos grandes protagonistas do polêmico processo eleitoral vascaíno, emitiu nota falando em "votação história e imune à fraudes".

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/eleicao-do-vasco-com-apenas-dois-candidatos-e-pleito-online-socios-voltam-a-escolher-presidente.ghtml