Após mais uma vitória, Dome celebra evolução do Flamengo: "Estão felizes em campo"

Desempenho e a evolução mostrada pelo time, desta vez com a grande maioria dos titulares poupados.

Dome na partida do Flamengo contra o Junior Barranquilla — Foto: Staff Images/ CONMEBOL 

Resultado de 3 a 1 em cima do Junior Barranquilla garantiu ao time a classificação para as oitavas da Libertadores na primeira posição do Grupo A

Por Redação ge — Rio de Janeiro

Mesmo com a maioria dos titulares poupados, o Flamengo teve uma boa atuação e venceu o Junior Barranquilla por 3 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã. O técnico Doménec Torrent elogiou o desempenho e a evolução mostrada pelo time nas últimas partidas, desta vez com a grande maioria dos titulares poupados.

-- Depois de três meses, estamos melhores, compreendemos melhor o Brasileiro, as dificuldades de jogar a cada dois, três dias. Agora estamos mais confortáveis com o elenco, e eles conosco. Compreendem melhor. Não é fácil mudar quando ganharam quase tudo. Disse que precisávamos de tempo, principalmente sendo estrangeiro. Treinamos muito poucos dias, mas estamos felizes porque o time está evoluindo, melhorando. Estão felizes em campo - disse.

Com a vitória, o Flamengo chegou aos 15 pontos e confirmou a primeira colocação do Grupo A. O Del Valle, que venceu o Barcelona de Guayaquil, foi a 12 e ficou com a segunda vaga da chave. A pontuação garantiu ao Flamengo ainda a terceira melhor campanha da fase de classificação, atrás apenas de Palmeiras e Santos, que somaram 16. Sexta-feira, a Conmebol sorteará os cruzamentos das oitavas de final.

Outros trechos da entrevista de Dome:

Fortalecido após a fase mais aguda da maratona de jogos

- Temos que celebrar e já treinar amanhã. Serão partidas difíceis, contra os primeiros colocados (Inter, São Paulo e Atlético-MG). Ainda tem a Copa (do Brasil) contra o Athletico. Vamos pensar partida a partida. O mais importante é o próximo, o Internacional. Vamos tentar montar o melhor time possível.

Lições da primeira fase da Libertadores

- Já tinha experiência em mata-mata. É importante não sofrer gol. Hoje sofremos. Só não estamos felizes com isso. Vamos trabalhar muito duro, sei a importância de não levar gol em competições assim.

Espaço conquistado por Lincoln

- Quando cheguei, havia um grupo de jogadores que estava treinando à parte. Decidi que íamos trabalhar juntos. Eles me mostraram a qualidade que tem. O Lincoln foi um deles. Disse que teria que fazer mais, melhorar, focar nos treinamentos. Ele tem qualidade. É importante dar confiança. Eu acredito neles. A base é fantástica, podem jogar. Conversei muito com o Lincoln e convenci que tinha que melhorar, trabalhar sem a bola. Não é mérito do técnico, é do jogador.

Duelo com o Internacional

- Quando digo que é passo a passo, o mais importante é o Internacional. Mas não acabará o campeonato, nem se ganharmos nem se perdemos. São três pontos importantes, porque estamos empatados na classificação. Mas não vai acabar o Brasileiro. Não estamos nem na metade.

Arrascaeta e Rodrigo Caio contra o Inter?

- Ainda não tenho certeza. Temos que falar com a equipe médica do Flamengo. O Arrasca está mais perto do que o Rodrigo.

https://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/apos-mais-uma-vitoria-dome-celebra-evolucao-do-flamengo-estao-felizes-em-campo.ghtml