Piloto morre e outros dois ficam feridos em acidente com jatinho no aeroporto da Pampulha

O piloto Gabriel dos Santos Nazaret foi resgatado em estado grave, por volta de 16h15.

Aeronave cai no Aeroporto da Pampulha em BH. — Foto: Globocop/ TV Globo

Segundo a Infraero, o jato estava descendo na pista de pouso e não conseguiu parar.

Por G1 Minas e TV Globo* — Belo Horizonte

Uma aeronave sofreu um acidente no Aeroporto da Pampulha, no início da tarde desta terça-feira (20). Segundo a Infraero, o jato estava descendo na pista de pouso e não conseguiu parar. A aeronave foi para fora da pista, mas ainda dentro dos limites do aeroporto.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o copiloto Eustáquio Avelar, de 76 anos, que tinha ficado preso às ferragens, morreu.

O piloto Gabriel dos Santos Nazaret foi resgatado em estado grave, por volta de 16h15. Ele é um aluno em treinamento e tem 28 anos, segundo os bombeiros. Foi levado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII no helicóptero dos bombeiros, e chegou por volta de 17h.

Bombeiros fazem resgate de vítimas de avião que caiu nesta terça-feira, em BH

Osmar Mulina Pereira Filho, 31, que também estava na aeronave, mas não na cabine com os outros dois, foi retirado logo no início dos trabalhos, com escoriações. Inicialmente ele tinha recusado atendimento, mas depois acabou sendo encaminhado ao hospital Mater Dei, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Os bombeiros trabalharam em conjunto com profissionais da Infraero e tiveram que serrar uma parte do avião para acessar a cabine frontal. O vídeo abaixo mostra essa parte dos trabalho:

Aeronave sofre acidente no aeroporto da Pampulha em Belo Horizonte

A pista de pouso e decolagem do aeroporto ficou interditada de 13h55 até 14h29.

Causas do acidente

Ainda não há informações sobre as circunstâncias que fizeram o avião não ter conseguido parar a tempo. A princípio, segundo os bombeiros, o trem de pouso da aeronave não abriu.

A Infraero disse que a aeronave estava fazendo um "voo de teste" quando saiu da pista após o pouso.

O voo de teste é um procedimento corriqueiro. De tempos em tempos, as aeronaves saem do hangar no aeroporto, onde fazem manutenção, e fazem o voo de teste. Decolam lá do aeroporto mesmo, fazem a avaliação no ar, e descem.

De acordo com o comandante do Batalhão de Operações Aéreas do Corpo de Bombeiros, Major Fábio Alves Dias, a forma como o avião bateu na árvore contribuiu para que as vítimas ficassem presas às ferragens.

"A posição que o avião ficou, colidiu de frente, então a fuselagem veio para a frente. O painel veio para cima dos pilotos e os bancos chegaram mais próximo do painel, o que fez com que ficassem presos às ferragens e fuselagem”.

Ainda de acordo com major Fábio, a aeronave é do Rio de Janeiro, estava fazendo manutenção em BH. Não se sabe se estava fazendo alguns testes pós-manutenção ou se era treinamento no momento do acidente.

Segundo a Infraero, a ocorrência será investigada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que poderá dar mais detalhes sobre o caso.

O G1 acionou o Cenipa, que disse que investigadores já foram acionados para coletar dados da ocorrência e que a "conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade". O centro de investigação não forneceu outros detalhes.

Informações sobre o avião

A aeronave é um Learjet modelo LR35, prefixo PR-MLA, fabricado em 1976, com capacidade para oito passageiros.

Ela está em nome de Sequip Locação Segura e está com a documentação em dia, segundo registro mais atualizado na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O operador responsável pela aeronave neste momento é a empresa Eletric Power Construção. O G1 não conseguiu contato com algum representante da empresa.

Já a manutenção da aeronave estava a cargo da empresa Líder Aviação. A empresa disse que o jatinho "estava realizando um voo para instrução de pilotos e sofreu um acidente durante a aproximação final no Aeroporto da Pampulha".

A empresa destacou que "a manutenção da aeronave estava em dia e que o jato passou por uma rigorosa inspeção antes de sua liberação para voo".

E disse que "toda a documentação está à disposição das autoridades aeronáuticas". A Líder é homologada Learjet para os modelos 31/A, 35/A, 36/A, 45 e 55/B/C. "Mais informações ainda estão sendo apuradas pelos órgãos competentes", finalizou a Líder Aviação.

Relembre outros acidentes no aeroporto da Pampulha

Na última década, o G1 acompanhou três ocorrências com aviões no Aeroporto da Pampulha.

Em uma delas, em novembro de 2013, um jato particular teve problemas no momento da decolagem e saiu parcialmente da pista. Testemunhas disseram que um dos pneus estourou. Não houve registro de feridos.

Em 2015, um avião de pequeno porte que havia decolado do aeroporto caiu em uma casa no bairro Minaslândia, na Região Norte de Belo Horizonte, e pegou fogo. Os três ocupantes morreram na hora. Um morador, não identificado, foi levado para o hospital.

Já em setembro do ano passado, um avião que tinha decolado às 18h09, retornou 17 minutos depois, com problemas mecânicos. Segundo o Corpo de Bombeiros, a turbina do avião pegou fogo. O problema, segundo a Infraero, foi depois do pouso. Não foram registradas vítimas.

*Por Maria Lúcia Gontijo, Cristina Moreno de Castro, Patrícia Fiúza, Thaís Leocádio, Marina Borges, Carine Tavares, Sávio Gabriel, Vladimir Vilaça e Ricardo Soares.

https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2021/04/20/aeronave-cai-no-aeroporto-da-pampulha-em-belo-horizonte.ghtml