Estudantes completam 24 horas acorrentados na reitoria da UFPB, em protesto contra novo reitor

A ocupação foi batizada como “Ocupação Alph”, em homenagem a Alph, estudante da UFPB encontrado morto em fevereiro

Alunos ocupam reitoria da UFPB, em João Pessoa — Foto: Raniery Soares/CBN João Pessoa

Alunos protestam desde as 21h de quinta-feira (5) após Bolsonaro nomear Valdiney Veloso, último colocado na lista tríplice.

Por G1 PB

Nesta sexta-feira (6), os estudantes acorrentados na reitoria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), completaram 24 horas de protesto. Os alunos afirmam que só vão sair do local quando a nomeação do novo reitor Valdiney Veloso for revogada.

Os estudantes protestam desde às 21h de quinta-feira (5). De acordo com Leonardo Silva, um dos alunos que ocupam a reitoria, o grupo está recebendo doações de água e comida de professores, técnicos administrativos e outros estudantes.

A ocupação foi batizada como “Ocupação Alph”, em homenagem a Alph, estudante da UFPB encontrado morto em fevereiro. Até o momento, não há informações sobre por quem e por quê Alph foi morto.

Nomeação de reitor da UFPB

O professor Valdiney Veloso foi anunciado como novo reitor nesta quinta-feira (5), em publicação do Diário Oficial da União. Ele foi o último colocado nas eleições feitas em 26 de agosto, com 106,496 pontos, enquanto a professora Terezinha Domiciano, primeira colocada, teve 964,518 da soma ponderada e normalizada dos votos.

A nomeação do novo reitor foi recebida com desagrado pela comunidade acadêmica. Em nota, a Diretoria do Sindicato dos Docentes da Universidade Federal da Paraíba repudiou a nomeação. Estudantes, professores e servidores também realizaram um ato nesta quinta-feira (5).

https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2020/11/06/estudantes-completam-24-horas-acorrentados-na-reitoria-da-ufpb-em-protesto-contra-novo-reitor.ghtml