Presidente do Banco do Brasil informa que não quer mais exercer a função

No mês de janeiro deste ano, André Brandão e Jair Bolsonaro se desentenderam

Escrito por Redação

Legenda: Governo Federal deseja uma pessoa que tenha experiência no setor bancário, uma vez que, interpreta, o Banco do Brasil é estratégico para a União - Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Decisão do gestor foi tomada depois de atritos com o presidente Jair Bolsonaro

Depois de atritos entre o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, e o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), o gestor do BB informou, na última quinta-feira (25), que não pretende mais exercer a função. O recado foi dado ao chefe do Executivo nacional por meio do ministro da Economia, Paulo Guedes, defensor da permanência do economista à frente da instituição financeira.

No mês de janeiro deste ano, André Brandão e Jair Bolsonaro se desentenderam, e o presidente da República manifestou a vontade de substituí-lo do cargo, porém não queria concretizar o plano agora, com o objetivo de não gerar mais desgaste depois da intervenção na Petrobras.

Estratégico

Mesmo que integrantes do bloco Centrão queiram indicação ao cargo na instituição financeira, Jair Bolsonaro explicou a representantes do Governo Federal que deseja uma pessoa que tenha experiência no setor bancário, uma vez que, interpreta, o Banco do Brasil é estratégico para a União.

O nome de Paulo Henrique Costa, atual presidente do Banco de Brasília, vem sendo defendido no Palácio do Planalto desde a última quinta-feira (25).

https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/negocios/presidente-do-banco-do-brasil-informa-que-nao-quer-mais-exercer-a-funcao-1.3052832