Prefeito de Valparaíso, SP, pede renúncia para se dedicar a medicina

De acordo com o advogado do prefeito Roni Ferrarezi (PV), o pedido de renúncia foi encaminhado para a Câmara.

Prefeito de Valparaíso, Roni Ferrarezi — Foto: Reprodução/TV TEM

Prefeito de Valparaíso pede renúncia do cargo para se dedicar à medicina, diz advogado

Por G1 Rio Preto e Araçatuba

O prefeito de Valparaíso (SP) Roni Ferrarezi (PV) decidiu renunciar ao cargo na noite de terça-feira (31). De acordo com o advogado do prefeito, a decisão foi tomada para que ele se dedique mais a medicina, que é sua carreira de formação, por causa da pandemia de coronavírus.

Em fevereiro de 2018, Roni teve seu mandato cassado após um ex-secretário municipal apresentar, em conversa gravada, um suposto pedido do então prefeito para que ele participasse de um esquema para fraudar licitações.

No ano passado, o Tribunal de Justiça decidiu que ele teria que ser reconduzido ao cargo de chefe do Executivo. Na decisão da Justiça, segundo o advogado do prefeito, os desembargadores entenderam que a perícia não conseguiu atestar que a voz era do prefeito, além do áudio da conversa estar fragmentado.

O prefeito assumiu a função, mas pediu afastamento, sem remuneração, três vezes consecutivas.

O pedido de renúncia já foi encaminhado para a Câmara, que informou que até a manhã desta quarta-feira (1º) não havia recebido nada oficialmente.

Denúncia e cassação

A denúncia contra o prefeito Roni Ferrarezi foi feita em novembro de 2017 por um ex-secretário da Indústria e Comércio da atual gestão.

O denunciante apresentou uma gravação feita durante uma suposta conversa que teve com o prefeito, onde teria sido convidado para participar de um esquema para fraudar licitações.

Em um trecho do áudio, que foi exposto no relatório da comissão processante, a conversa seria entre o prefeito o então secretário Edson Jardim Rosa e o chefe de gabinete Gustavo Tonani.

Em uma parte da gravação, a comissão afirma que o prefeito diz para montar uma empresa em nome de outra pessoa, que segundo a denúncia seria um laranja. Em outro trecho exposto no relatório a denúncia cita um esquema para compra e venda de aves que seria intermediado por uma cooperativa.

Ferrarezi acompanhou a sessão e, durante sua defesa, mencionou o fato do perito que analisou o áudio não ter identificado a fala como sendo dele. Depois do pronunciamento do prefeito, os vereadores começaram a votação nominal: oito votaram a favor da cassação e três contra.

https://g1.globo.com/sp/sao-jose-do-rio-preto-aracatuba/noticia/2020/04/01/prefeito-de-valparaiso-renuncia-ao-cargo.ghtml