Ponte elimina Botafogo-SP após 30 pênaltis e vai à semi do Troféu do Interior

Contestado pela torcida, o goleiro Ygor Vinhas defendeu dois pênaltis, marcou o seu e saiu de campo como o herói alvinegro.

Lance de Ponte x Botafogo-SP (Foto: Álvaro Jr/ PontePress)

Após 0 a 0 no tempo normal, Macaca converte 14 das 15 batidas; goleiro Ygor Vinhas, criticado pela torcida, defende dois pênaltis e deixa o campo como destaque

Uma maratona de pênaltis, com 30 cobranças ao todo, classificou a Ponte Preta para as semifinais do Troféu do Interior. Contra o Botafogo-SP, na noite desta quinta-feira, no Majestoso, a Macaca pressionou durante o tempo normal, mas não saiu do 0 a 0 e depois converteu 14 das 15 batidas. Contestado pela torcida – e também internamente, o goleiro Ygor Vinhas defendeu dois pênaltis e também marcou quando chegou a sua vez de cobrar para sair de campo como o herói alvinegro. Do lado do Botafogo-SP, Renatinho e Martineli pararam no goleiro da Macaca. Assista aos melhores do jogo e da disputa de pênaltis no vídeo abaixo:

E AGORA?

A Ponte avança com a pior campanha entre os semifinalistas do Troféu do Interior e agora aguarda a definição das quartas do Paulistão para conhecer seu próximo rival. Se o Bragantino cair para o Palmeiras, será o adversário da Macaca. Já se o Braga avançar e a Ferroviária perder do São Paulo, o encontro será com a Ferrinha. Por fim, caso Braga e Ferroviária passem às semifinais do Paulistão, a Macaca vai encarar o Novorizontino no Troféu do Interior. Pela tabela básica, as semifinais do Troféu do Interior estão previstas para a próxima segunda-feira, dia 17 de maio.

Jogadores da Ponte comemoram vaga com Ygor Vinhas (Foto: Álvaro Jr/ PontePress)

O QUE ESTÁ EM JOGO

O Troféu do Interior rende uma vaga direta para a Copa do Brasil e uma premiação de R$ 252 mil ao campeão. O vice fica com R$ 70 mil. Como está ameaçada de não conseguir o índice para a Copa do Brasil pelo ranking da CBF, a Macaca encara o Troféu do Interior como a principal aposta para disputar o torneio nacional em 2022.

DE OLHO NA SÉRIE C

O Botafogo-SP se despede de vez do Campeonato Paulista e agora concentra as atenções na Série C do Brasileiro. A estreia está marcada para 30 de maio, um domingo, contra o São José-RS, em casa.

PRIMEIRO TEMPO

Fez diferença um time entrar completo e outro repleto de novatos: a Ponte dominou por completo o primeiro tempo. Foram seis chances reais de gol, com direito a uma bola no travessão de Camilo em cobrança de falta, aos 30 minutos. Mas não conseguiu transformar a pressão em vantagem no placar. Já o Botafogo-SP não ameaçou Ygor Vinhas uma vez sequer e saiu no lucro para o intervalo.

SEGUNDO TEMPO

As oportunidades continuaram no segundo tempo, mas com um pouco mais de equilíbrio desta vez. Renatinho, em falta direta que foi para a fora e depois em chute que Ygor Vinhas salvou, levou perigo para o Botafogo-SP. Já a Ponte quase marcou em cabeceio de Camilo, logo aos três minutos, e depois numa bomba de Felipe Albuquerque, aos 39. Nos acréscimos, Bruno Santos esteve muito perto de evitar a disputa de pênalti, mas a bola passou rente à trave esquerda de Ygor Vinhas.

MARATONA DE PÊNALTIS

A lista é extensa de cobradores. Pela Ponte, Camilo, Dawhan, Renan Mota e Bruno Michel fizeram para a Ponte, enquanto Renatinho errou (quarta batida) nas cinco primeiras cobranças. Na série alternada, mais ninguém desperdiçou pela Ponte: Felipe Albuquerque, Ruan Renato, Locatelli, Luizão, Apodi, Ygor Vinhas, novamente Camilo, Dawhan, Renan Mota e Bruno Michel marcaram.

Pelo Botafogo, Neto Pessoa, Pará, Martinelli e Rafael Marques marcaram, e Renatinho perdeu (segunda cobrança) nas cinco primeiras cobranças. Depois, Marlon, Fabão, Bruno Santos, Matheus Santos, Caetano, o goleiro Caio, novamente Neto Pessoa, Rafael Marques e Pará converteram, mas Martineli parou nas mãos de Ygor Vinhas, encerrando a maratona de pênaltis após 30 cobranças com a vaga para a Macaca. 

https://globoesporte.globo.com/sp/campinas-e-regiao/futebol/campeonato-paulista/jogo/13-05-2021/ponte-preta-botafogo-sp.ghtml