Flamengo volta a bater o Fluminense e fatura 36º título do Carioca

A partida foi marcada por algumas confusões e os holofotes em cima do técnico Jorge Jesus.

Vitinho, do Flamengo, comemora gol sobre o Fluminense (Foto: André Durão)

Com gol de Vitinho, Flamengo volta a bater o Fluminense e fatura 36º título do Carioca

Em jogo marcado por clima quente e sons de torcida no alto-falante, Flamengo domina naturalmente, sofre poucos sustos e garante troféu com gol aos 49. Jesus não fala sobre futuro, mas Landim garante: "Na segunda, estará treinando o time "

Resumão

O Flamengo é o campeão carioca de 2020. Depois de vencer o jogo de ida por 2 a 1 no último domingo, o time rubro-negro voltou a bater o Fluminense na noite desta quarta-feira, desta vez pelo placar magro de 1 a 0, o gol marcado por Vitinho aos 49 minutos do segundo tempo. A partida foi marcada por algumas confusões e os holofotes em cima do técnico Jorge Jesus.

Flamengo 1 x 0 Fluminense pela final do Campeonato Carioca 2020

Segue a hegemonia

O Flamengo chegou ao seu 36º título de Campeonato Carioca e disparou no ranking dos maiores campeões do Rio de Janeiro. Em segundo, vem o Fluminense, com 31 títulos; depois o Vasco, com 24; e fechando a posição dos quatro grandes, o Botafogo, com 21. 

Mistério continua

Jorge Jesus vai ou fica? Ainda não sabemos. Depois de conquistar seu quinto título com o Flamengo (também faturou a Libertadores, o Campeonato Brasileiro, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana), o Mister não falou sobre seu futuro. Até deu entrevista para a "Fla TV", mas se limitou a comemorar a conquista e elogiar seus jogadores. Por sua vez, o presidente Rodolfo Landim garantiu que o treinador vai comandar a equipe na reapresentação após a folga.

Primeiro tempo

Flamengo e Fluminense fizeram um bom primeiro tempo no Maracanã. Como de costume, o domínio e a vantagem na posse de bola pertenceram ao time rubro-negro, mas o Flu levou bastante perigo em chegadas de Evanílson e Marcos Paulo, por exemplo. O primeiro chutou para fora, enquanto o segundo desperdiçou duas chances: uma por cima do gol e a outra nas mãos de Diego Alves. Com boa partida de Gerson, e a dupla Everton Ribeiro e Arrascaeta um pouco apagada, o Fla assustou com Léo Pereira chutando sem força e Pedro, na melhor chance do primeiro tempo, tirando tinta da trave de Muriel.

Segundo tempo

O segundo tempo foi bastante parecido com o primeiro, com o Flamengo tomando as ações, e o Fluminense reagindo. Mas, à medida que o cronômetro andava, era visível o desgaste físico da equipe de Odair Hellmann, que colocou Felippe Cardoso, Fernando Pacheco e Caio Paulista para tentar renovar o ar do time. O Fla, que pôs Michael, Vitinho e Diego na reta final, não diminuiu a marcação nem por um instante e chegou ao gol na base da insistência. Aos 49, Vitinho roubou na saída de bola do Flu, carregou até a entrada da área e finalizou de perna esquerda. A bola desviou no meio do caminho e encobriu Muriel. Era o gol do título do Flamengo.

Vitinho, do Flamengo, comemora gol sobre o Fluminense

Clima quente

Como não poderia deixar de ser, o clássico pegou fogo em alguns momentos. Logo no início da partida, Bruno Henrique e Gilberto se desentenderam na beira do campo. Um pouco depois, foi a vez de Gilberto trocar empurrões com Filipe Luís. Mas o clima fechou realmente no apagar das luzes, quando o Flamengo já vencia por 1 a 0. Michael fez uma graça com a bola na frente de Hudson, que não gostou e foi para cima do camisa 19. Um tumulto foi formado, e a arbitragem precisou intervir. A bola só voltou a rolar poucos minutos depois...

Som de torcida

Para dar um clima de final à partida, o Flamengo colocou som de torcida nos alto-falantes do Maracanã que iam mudando conforme o momento do jogo. Na entrada dos times, por exemplo, gritos e palmas para o Fla e vaias para o Flu. Durante o jogo, os cantos variaram entre as músicas da torcida rubro-negra e ovações a Jorge Jesus ("Mister! Mister!"). E, logo após o gol de Vitinho, ouviu-se o tradicional "Festa na favela".

Artilheiro na arquibancada

Suspenso nesta quarta-feira graças à expulsão no primeiro jogo, Gabigol terminou o Campeonato Carioca como artilheiro, com oito gols. O atacante do Flamengo assistiu á partida nas arquibancadas, próximo a Marcos Braz. Após o jogo, foi para o campo comemorar o título com os companheiros e deu um abraço acalorado no técnico Jorge Jesus.

https://globoesporte.globo.com/rj/futebol/campeonato-carioca/jogo/15-07-2020/flamengo-fluminense.ghtml