Flamengo supera expulsão, vence o Independiente e é campeão da Recopa

É campeão! Flamengo vence o Independiente del Valle com brilho de Gabigol e Gerson e conquista a Recopa

Flamengo ergue a taça da Recopa Sul-Americana (Foto: André Durão)

Rubro-Negro tem Willian Arão expulso aos 21 minutos do primeiro tempo, mas supera desvantagem com grande atuação da defesa e ataques cirúrgicos. Gabriel e Gerson marcam os gols do jogo e são os grandes destaques

Flamengo 3 x 0 Independiente Del Valle pela Recopa Sul-Americana

Ainda é fevereiro, mas o Flamengo já garantiu um título nacional e outro internacional na galeria este ano. Depois da Supercopa do Brasil, o Rubro-Negro venceu nesta quarta-feira a Recopa Sul-Americana. Com direito a Maracanã lotado, o Rubro-Negro até levou sustos, mas foi melhor que o Independiente del Valle e despachou os equatorianos com um 3 a 0. Gabigol fez o primeiro e Gerson, com dois, completou o placar.

Maraca internacional

A noite foi especial para o torcedor rubro-negro, que já soltou o grito de campeão duas vezes no ano. Porque esse foi o primeiro título internacional que o Flamengo conquistou no Maracanã. Em todos os outros, incluindo as duas Copas Libertadores, o time da Gávea levantou o troféu fora de casa. A conquista inédita foi mais do que festejada: a torcida rubro-negra bateu recorde de público no ano com os mais de 64 mil pagantes.

Artilheiro do Maracanã

Hoje teve gol do Gabigol, e foi o 30º do atacante do Flamengo no novo Maracanã. Desde a reinauguração em 2013, ninguém fez mais gols no estádio. O camisa 9 rubro-negro empatou no topo do ranking de artilheiros com Fred, ex-Fluminense. A marca veio em uma grande noite do jogador, que participou dos três gols rubro-negros.

Artilheiro tem novo recorde (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

Gol, expulsão e papéis trocados

O início da partida sugeria mais uma atuação à la Flamengo: jogo para frente e muita pressão. Tanto que teve as melhores chances e abriu o placar aos 19 minutos, quando Gabigol aproveitou uma paçocada da defesa rival. Até o meio do primeiro tempo, quando a expulsão de Willian Arão mudou o jogo. Com vantagem numérica, o time visitante mostrou que tem qualidade com a bola e tentou envolver o Fla. Foi para o intervalo com mais de 70% de posse de bola e exigiu algumas defesas de Diego Alves. Igualou e chegou a dominar o duelo, mas a bola não entrou.

Quando se esperava um cenário parecido no segundo tempo, o Flamengo retomou o domínio do jogo e passou por cima do Del Valle. Enquanto a defesa continuou garantindo todas, no ataque Gerson aumentou o placar e garantiu a taça com mais dois gols. O volante dividiu os holofotes com Gabigol.

Gersone Gabigol, os nomes do jogo (Foto: NAYRA HALM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃOCONTEÚDO)

Outro patamar

Jorge Jesus não para de empilhar troféus desde que chegou ao Flamengo. De junho até agora, o português já conquistou quatro títulos: Brasileirão, Libertadores, Supercopa e Recopa. Além da Taça Guanabara.

Jesus comemora mais um título com Gabigol (Foto: André Durão)

Rival digno

Apesar do placar elástico, o Independiente del Valle ficou longe de passar vergonha no Maracanã. Liderada pelo técnico Miguel Ángel Ramírez, a equipe chegou a encurralar o Fla em alguns momentos do duelo, seja no Equador ou no Maracanã. No Rio, começou muito bem o jogo e chegou a perder um gol cara a cara que empataria a partida, mas sucumbiu diante da qualidade rubro-negra.

https://globoesporte.globo.com/rj/futebol/jogo/26-02-2020/flamengo-independiente-del-valle.ghtml