Cidade do Ceará tem escalada de coronavírus após propagação em comunidade católica

Doze casos foram registrados por lá. Existem outros 37 casos suspeitos

Dos 14 casos registrados em Aquiraz, no litoral do Estado, 12 são relacionados ao grupo Shalom; existem outros 37 casos suspeitos no município

Rodrigo Castro

O município cearense de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, é conhecido como polo turístico por suas praias e resorts, entre eles o complexo aquático Beach Park. Na última segunda (30), no entanto, chamou atenção pela taxa de infectados por coronavírus, proporcionalmente a maior do estado.

Os casos dobraram em relação ao dia anterior, saltaram de sete para 14, o que preocupou a população de aproximadamente 80 mil pessoas.

No caso de Aquiraz, foi possível identificar um foco de propagação: a unidade da Comunidade Católica Shalom situada em um distrito do município. Doze casos foram registrados por lá. Existem outros 37 casos suspeitos, muitos concentrados neste grupo religioso.

A Shalom é classificada como uma “associação privada de fiéis”, chancelada pela Igreja Católica, com atuação em dezenas de países, incluindo o Brasil.

De acordo com os relatos às autoridades de saúde de Aquiraz, missionários da comunidade Shalom participaram de evento religioso em outra cidade durante o Carnaval, que teve a participação de convidados estrangeiros.

Após o encontro, dois integrantes do grupo apresentaram sintomas e fizeram o exame para detectar o coronavírus. Com o resultado positivo, a comunidade passou a ser monitorada pelas autoridades de saúde.

"Já esperávamos pela confirmação de outros casos. Não chegou a ser uma surpresa", afirmou Palloma Oliveira, secretária de saúde de Aquiraz.

Os infectados estão em isolamento. Outros casos suspeitos na mesma comunidade também foram colocados em quarentena. Desde então, funcionários da Secretaria visitam o local para monitorar os pacientes, que têm entre 23 e 45 anos.

MORADORA INFECTADA EM CASAMENTO NA BAHIA

A primeira infectada no município foi um caso fora da comunidade Shalom: uma moradora de Aquiraz, de 66 anos, que esteve no casamento de Marcella Minelli, irmã da blogueira Gabriela Pugliesi, realizado em Itacaré, no sul da Bahia.

A mulher apresentou sintomas leves na viagem e decidiu procurar uma clínica ao desembarcar em Fortaleza. Àquela altura, já haviam confirmado um caso entre os convidados do casório. "Fiquei isolada no meu quarto, usando tudo descartável para evitar contato com minha filha e meus netos", disse a ÉPOCA.

O marido, um industrial de 75 anos, também adoeceu e passou seis dias internado. De acordo com a dona de casa, ele teve febre, diarreia e testou positivo, mas a Secretaria de Saúde afirma que o exame deu negativo para covid-19 e H1N1. Os dois já estão recuperados. "Para nós, foi mais tranquilo porque estava no início da epidemia, tudo era mais rápido, hospitais não estavam lotados", disse a moradora.

A Prefeitura de Aquiraz elaborou um plano de contingência e decretou o fechamento de estabelecimentos como bares, restaurantes e academias, a exemplo do governo do Ceará. Apenas supermercados, farmácias e serviços essenciais funcionam. As aulas também foram suspensas.

Nos próximos dias, haverá a higienização de ruas e prédios públicos. "Estamos divulgando tudo nas redes sociais e passando com carro de som para levar informação a todas as pessoas", afirmou a secretária de Saúde. A ideia é alcançar toda a população, espalhada entre o litoral e o sertão de Aquiraz.

O município a cerca de 26 km da capital é reduto de moradores de Fortaleza com alto poder aquisitivo, cujas mansões na costa contrastam com aldeias e habitações humildes da população local.

A Secretaria de Saúde preparou uma sala de isolamento, que ainda não precisou ser usada. Mesmo assim, está prevista a aquisição de mais 15 leitos. A movimentação tem mais o intuito de tranquilizar a população do que caráter emergencial, que já acende o alerta no estado.

De acordo com o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta (1), o Ceará tem oito mortes e 444 pessoas infectadas, o que o torna o 3º estado do país com mais casos - atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. 

https://epoca.globo.com/brasil/cidade-do-ceara-tem-escalada-de-coronavirus-apos-propagacao-em-comunidade-catolica-24345034 

Capela da comunidade Shalom, em Aquiraz: 12 casos confirmados de coronavírus Foto: Reprodução

Vista aeria da cidade de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza Foto: Reprodução

Entrada da Diaconia Geral da Comunidade Católica de Shalom, em Aquiraz Foto: Reprodução