Choro, tristeza e vozes embargadas no adeus a Irmã Rosamaria, vítima de Covid-19

Missa e homenagem marcam as despedias da família hospitalar a sua diretora

Fotos: SilvaNetodiariodocariri.com.br

Barbalha-CE: 

Em frente ao Hospital São Vicente de Paulo pela Avenida Cel. João Coelho, às 16hs desta quinta-feira (01), por carro funerário “Anjo da Guarda” chegou o corpo da Irmã Rosamaria de Lira, 80 anos de idade, natural da cidade de Bezerros-PE, vítima da Covid-19, ela faleceu pouco antes do meio-dia, aos sentir os sintomas a Irmã fez exames e testou positivo, sendo internada e iniciando o tratamento para a busca da cura e da saúde, mas acabou perdendo as forças, a luta pela vida, veio a óbito causando profunda dor a toda família hospitalar e muita consternação a população de Barbalha. 

A Irmã Rosamaria, pelo período de 20 anos foi Diretora Executiva do HSVP - Hospital São Vicente de Paulo, no decorrer das duas décadas houve importantes avanços no aspecto físico da estrutura do hospital, aquisição de novos equipamentos e outras melhorias para o atendimento do complexo, como também com mãos generosas o seu trabalho proporcionou muito crescimento profissional em todos os setores da unidade de saúde. 

Missa

Na calçada do hospital o carro funerário estacionou com as exéquias da Irmã Rosamaria, mais adiante em frente à porta principal houve a celebração da missa de corpo presente celebrada pelos padres Cícero Leandro e Luciano Virgulino, que pelos atos religiosos fizeram a recomendação do corpo para as graças e a misericórdia de Deus.

Padre Cícero Leandro e Luciano Virgulino na recomendação do corpo 

Muitas pessoas gostariam de prestar homenagem no adeus a Irmã Rosamaria, não foi possível pelas recomendações sanitárias. Em nome da família hospitalar falou a diretora interina Irmã Juliana David, ela emocionada, destacou o bom trabalho desenvolvido pela Irmã Rosa, era uma pessoa muito preocupada com o bem-estar de todos que trabalham aqui no hospital, a Irmã Juliana, lembrou, que recentemente em uma reunião de toda equipe administrativa, a Irmã Rosa, disse, “que bom nenhum de nós do hospital foi acometido de Covid-19, e poucos dias depois, ela se tornou vítima da Covid-19”, finalizou sua homenagem a Irmã Juliana David.

Posteriormente, se deu início ao traslado das exéquias para o sepultamento no cemitério Santo Antônio de Barbalha, seguindo todas as normas recomendadas pela vigilância sanitária, secretaria de saúde e OMS. 

No decorrer da celebração de corpo presente, além de diretores, médicos, enfermeiros, funcionários em geral, também estiveram presentes profissionais liberais, o deputado estadual Fernando Santana e o prefeito municipal, Dr. Guilherme Saraiva, que, muito sensível embargou a voz concedendo entrevista à imprensa.

Silva Neto – Fotos: SilvaNetodiariodocariri.com.br