‘Tinha medo de me olhar no espelho’: como é viver com a esclerodermia, uma terrível doença de pele

Após 14 anos convivendo com a esclerodermia, Farah Khalech decidiu contar a sua história para inspirar as pessoas a se aceitarem e amarem a si mesmas.

Por BBC

Farah Khaleck sofre de esclerodermia, uma doença que enrijece a pele — Foto: BBC

A queniana Farah Khaleck tinha apenas 17 anos quando começou a perceber que algo estranho estava acontecendo no seu corpo.

“Os primeiros sintomas foram o enrijecimento da minha pele e do meu corpo, o que reduziu minha capacidade de movimentação”, disse ela à BBC News África.

“Eu me cansava muito e não conseguia caminhar durante muito tempo. Quando eu orava, não conseguia me ajoelhar e encostar a testa no chão (como é feita a oração muçulmana). Tinha de orar sentada na cadeira.”

Farah Khaleck tem esclerodermia, uma doença autoimune que provoca o enrijecimento e estiramento da pele e dos tecidos do corpo. É uma condição rara que atinge três em cada 10 mil pessoas.

A doença costuma afetar os antebraços, a parte inferior das pernas, os cotovelos, joelhos e, às vezes, o rosto e o tronco.

“Eu estava na Índia quando o médico me disse que era esclerodermia, uma doença sem cura. Ele me receitou esteroides e falou que eram para controlar os sintomas. E eu disse: ‘Como assim não tem cura? Tem que ter uma cura'”, conta.

Recuperando o ânimo

Após 14 anos convivendo com a esclerodermia, Khaleck quer inspirar outras pessoas a amarem a si mesmas.

“Antes, eu sentia muita raiva. Tinha medo de me olhar no espelho”, conta. “Perdi muito peso, meu cabelo caiu… A doença me transformou completamente.”

Os primeiros anos após a descoberta da doença foram difíceis para Khaleck. “Eu me desconectei completamente. Brigava comigo mesma e com todos que estavam ao meu redor. No início, foi horrível”, diz.

Mas, com o tempo, ela começou a mudar a forma como enxergava a doença.

“Após oito anos com a doença, deixei de me revoltar. Comecei a rezar e a usar o hijab (véu muçulmano que cobre os cabelos das mulheres). Não sei como descrever, mas quando usava o hijab eu me sentia bonita. Eu me olhava no espelho e gostava do que via”, conta ele, emocionada.

“Foi assim que me aceitei”.

Atualmente, Khaleck dá palestras e usa sua história para inspirar os outros.

Hoje em dia Khaleck usa a sua história para inspirar e ajudar os outros — Foto: BBC

“Quando contei minha história publicamente pela primeira vez, recebi muitas mensagens de meninas me perguntando de onde eu tirava essa confiança em mim mesma”, conta.

“Eu sinto a necessidade de ajudar as pessoas a se aceitarem e se amarem”, conclui.

Autor: Silva Neto

Eu, José Gonçalves da Silva Neto – (Silva Neto), Naturalidade: Cedro-CE, filiação: Vicente Antônio da Silva e Severina Gonçalves da Conceição. Na década de 70, comerciário na Casa Ribeiro e Gilsons Magazine em Juazeiro do Norte, nesta mesma cidade fundador do Xv de Novembro Futebol Clube. Ex-diretor secretário da Liga Desportiva Juazeirense, na década de 70. Comerciário vendedor da antiga Cariri Rações em Juazeiro do Norte. Radialista autônomo, diretor e apresentador do Programa Alvorada Sertaneja - Rádio Cetama de Barbalha. Noticiarista diretor e apresentador do Jornal Cetama é Notícia - Rádio Cetama de Barbalha, membro da equipe esportiva da Rádio Cetama de Barbalha, membro do Programa Flagra pela Rádio Cetama de Barbalha conjuntamente com o radialista Maciel Silva (saudosa memória). Ex-diretor gerente da Rádio Comunitária Verdes Canaviais de Barbalha-CE. Diretor e apresentador do Jornal Verdes Canaviais. Diretor e apresentador do Programa Saúde em debate da Rádio Verdes Canaviais. Ex-diretor gerente da Rádio Aurora do Povo da cidade de Aurora-CE. Ex-secretário e presidente da Liga Desportiva Barbalhense (LDB). Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto da Alegria – Barbalha-CE. Por oito anos, funcionário recepcionista do Hospital Santo Antônio de Barbalha-CE. Funcionário Público Municipal da Assessoria de Imprensa da Administração do ex-prefeito de Barbalha, Francisco Rommel Feijó de Sá. Funcionário Público Municipal como assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, gestão do ex-prefeito Antônio Inaldo de Sá Barreto, membro da assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, do ex-prefeito Edmundo de Sá Filho. Prestador de Serviços na divulgação das ações da Câmara Municipal de Barbalha desde o início dos anos 90. Correspondente do Jornal Tribuna Popular de Juazeiro do Norte. Correspondente do Jornal da Tarde da Rádio Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Diretor, redator e apresentador do Jornal Alvorada Notícias FM 96,7, desde o dia 02 de janeiro de 2014. Membro da equipe esportiva Show de Bola da Rádio Barbalha FM. Sócio do Rotary Clube de Barbalha – Distrito 4490. Membro sócio do Círculo Operário de Barbalha. Fundador e diretor do site www.diariodocariri.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: