Cariri Encantado no Rio de Janeiro – Imagem via cearanews7

Cariri Encantado foi tema do Terreirada Cearense, no Rio de Janeiro, apresentação foi sábado dia 10

Em vez de um cortejo, o bloco promove uma espécie de ciranda, inspirada na cultura popular, onde a banda fica atrás tocando. “É como se fosse um grande reisado se apresentando”

Com muito forró de raiz, cocos, peças de reisado e cantoria, o bloco Terreirada Cearense, inspirado na cultura popular da região do Cariri, no Ceará, fez sua concentração no sábado (10) na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, bairro imperial do Rio de Janeiro. O coordenador do bloco, Geraldo Jr., o Junu, e seus parceiros desenvolveram um espetáculo musical com canções autorais e grandes clássicos da música popular brasileira, para refletir a beleza e a diversidade do Cariri.

No ano passado, o bloco se inspirou nas figuras e guerreiros do reisado para compor as fantasias. Este ano, o tema escolhido foi o Cariri Encantado e os seres fantásticos criados em escultura de madeira, principalmente, pelos artesãos do Cariri. “São seres metade humano, metade bicho, jacarés de três cabeças, etc”, disse Juno à Agência Brasil. As fantasias são feitas de forma coletiva.

O Terreirada Cearense, que tem 150 componentes, costuma arrastar 10 mil pessoas. Mas em vez de um cortejo, o bloco promove uma espécie de ciranda, inspirada na cultura popular, onde a banda fica atrás tocando. “É como se fosse um grande reisado se apresentando. A gente toca as músicas, canta e as personagens entram”.

Estreias

A foliã Lia Jordão estreou este ano no Terreirada tocando percussão. “Já tocava percussão antes, mas em bloco de carnaval é a primeira vez. Estou achando maravilhoso”, disse ela, que considerou o clima do bloco muito bom, tranquilo. “É um carnaval mais autêntico, de pessoas que gostam de brincar, de usar fantasias e apreciam este tipo de música e alegorias, porque aqui vão encontrar pessoas que partilham das mesmas coisas que têm a ver com a música e o brincar”.

O folião João Costa também participou pela primeira vez do bloco, como integrante do cortejo de reisado, na ala dos pernas de pau e só tem elogios ao Terreirada. “É um evento multicultural, que envolve todas as tribos e é legal porque mistura música com circo e com gente que gosta de carnaval. É um evento bem bacana, ainda mais se tratando da zona norte do Rio de Janeiro”.

Moradora do Rio, Cristina Rodrigues não conhecia o Terreirada. Veio trazida pela amiga Angélica Guarnieri. “Estou adorando. É bem divertido e tranquilo”, afirmou. Já Angélica é mãe de uma das moças que saem na ala dos pernas de pau e começou a participar das oficinas em abril do ano passado. “Ela adora”, disse.

Diversidade

O capixaba Fernando Santos mora no Rio de Janeiro há nove anos e há quatro anos frequenta o Terreirada Cearense. Para ele, o bloco representa a diversidade cultural da cidade. “É um espaço democrático e uma boa opção para o carnaval”. Já Ana Lúcia de Andrade mora no Rio há 20 anos e gosta do Terreirada “porque lembra a animação do povo nas festas de São João” de sua terra natal, a Paraíba.

Duas oficinas formamaram o bloco: a de percussão e a de pernas de pau. As pessoas gostam muito do bloco, que faz uma louvação da diversidade, salientou Junu. “Todo mundo é bem-vindo. Temos um discurso de diversidade, de tolerância, de amor ao próximo. Vamos entrar nessa sintonia de respeito, de carinho, porque o carnaval se faz assim”, assegurou.

Agência Brasil

Autor: Silva Neto

Eu, José Gonçalves da Silva Neto – (Silva Neto), Naturalidade: Cedro-CE, filiação: Vicente Antônio da Silva e Severina Gonçalves da Conceição. Na década de 70, comerciário na Casa Ribeiro e Gilsons Magazine em Juazeiro do Norte, nesta mesma cidade fundador do Xv de Novembro Futebol Clube. Ex-diretor secretário da Liga Desportiva Juazeirense, na década de 70. Comerciário vendedor da antiga Cariri Rações em Juazeiro do Norte. Radialista autônomo, diretor e apresentador do Programa Alvorada Sertaneja - Rádio Cetama de Barbalha. Noticiarista diretor e apresentador do Jornal Cetama é Notícia - Rádio Cetama de Barbalha, membro da equipe esportiva da Rádio Cetama de Barbalha, membro do Programa Flagra pela Rádio Cetama de Barbalha conjuntamente com o radialista Maciel Silva (saudosa memória). Ex-diretor gerente da Rádio Comunitária Verdes Canaviais de Barbalha-CE. Diretor e apresentador do Jornal Verdes Canaviais. Diretor e apresentador do Programa Saúde em debate da Rádio Verdes Canaviais. Ex-diretor gerente da Rádio Aurora do Povo da cidade de Aurora-CE. Ex-secretário e presidente da Liga Desportiva Barbalhense (LDB). Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto da Alegria – Barbalha-CE. Por oito anos, funcionário recepcionista do Hospital Santo Antônio de Barbalha-CE. Funcionário Público Municipal da Assessoria de Imprensa da Administração do ex-prefeito de Barbalha, Francisco Rommel Feijó de Sá. Funcionário Público Municipal como assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, gestão do ex-prefeito Antônio Inaldo de Sá Barreto, membro da assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, do ex-prefeito Edmundo de Sá Filho. Prestador de Serviços na divulgação das ações da Câmara Municipal de Barbalha desde o início dos anos 90. Correspondente do Jornal Tribuna Popular de Juazeiro do Norte. Correspondente do Jornal da Tarde da Rádio Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Diretor, redator e apresentador do Jornal Alvorada Notícias FM 96,7, desde o dia 02 de janeiro de 2014. Membro da equipe esportiva Show de Bola da Rádio Barbalha FM. Sócio do Rotary Clube de Barbalha – Distrito 4490. Membro sócio do Círculo Operário de Barbalha. Fundador e diretor do site www.diariodocariri.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *