Comoção no adeus a professora Cláudia dos Santos morta por atropelamento

Professora Cláudia foi atropelada na Avenida Leão Sampaio

Comoção no adeus a professora Cláudia dos Santos morta por atropelamento (Imagens SilvaNetodiariodocariri.com) Missa de corpo presente com muitas homenagens a professora, celebração realizada pelo Padre Leonardo Pinheiro de Brito [caption id="attachment_145392" align="alignleft" width="300"] Professora Cláudia, em vida estava sempre sorrindo e transmitindo felicidade (Imagem do arquivo familiar)[/caption] Na tarde deste domingo (13/05), o adeus a professora Cláudia dos Santos, barbalhense, que residia no Bairro Alto da Alegria, morta por atropelamento na Avenida Leão Sampaio, na noite de sexta-feira (11), comoveu a comunidade do bairro que lotou a Igreja Matriz de São Vicente de Paulo, às 15h30, para a celebração de missa de corpo presente, celebrada pelo Pároco padre Leonardo, missa marcada por forte emoções, bonitas mensagens, choro de familiares e amigos transtornados e inconsoláveis, crianças alunos da professora que lecionava na Escola Peter Pan em prantos, professoras e professores da referida escola também emocionalmente abalados, e uma comunidade unida na fé e na oração no adeus a professora Cláudia dos Santos. Dentre as mensagens externadas nas despedidas da comunidade e familiares de Cláudia dos Santos, a mensagem de uma criança aluno da professora emocionou a toda família e amigos de Cláudia, muita gente não suportou as emoções e lágrimas molharam o rosto de muita gente, na redação no adeus, o pequeno aluno transmitiu sentimentos fortes traçando os laços de amizade da professora com os alunos na sala de aula, da sua autoestima e do carisma que tinha com os alunos que se sentiam seguros e felizes pelo carinho que recebiam todos os dias da professora. Corpo da professora Cláudia deixa a Igreja de São Vicente de Paulo Após a celebração da missa de corpo presente, o cortejo fúnebre deixou a Igreja de São Vicente de Paulo com grande acompanhamento popular, no percurso até chegar ao cemitério foi uma caminhada dolorosa com familiares e amigos chorando, o sepultamento da professora Cláudia dos Santos, mesmo com chuva no final da tarde foi com muita comoção. A professora Cláudia dos Santos, na noite de sexta-feira, estava na garupa de uma moto com seu companheiro voltando de Juazeiro do Norte trafegando pela Avenida Leão Sampaio, segundo os relatos aconteceu um acidente da moto com um cão, o casal caiu ao solo, e em poucos instantes várias pessoas estavam no local, que chegou a ser sinalizado com motos em sinal de alerta além de galhos de mato, mesmo assim, o motorista do carro da maneira que vinha atropelou a professora que esperava socorro médico, pois, a equipe do SAMU já estava a caminho, porém, quando chegou já tinha acontecido o acidente e a professora morreu no local. A Polícia Militar de Barbalha que foi acionada para o local do acidente, adotando as providências cabíveis, deu voz de prisão e conduziu o motorista acusado do atropelamento com sinais de estado de embriagues para o IML, que, segundo da polícia o exame comprovou que o motorista tinha mesmo ingerido bebida alcoólica. Silva Neto (Fotos: SilvaNetodiáriodocariri.com)