Na raça! Brasil reage com três gols no segundo tempo, vence a França e vai à final do Mundial Sub-17

Seleção sai perdendo por 2 a 0 no Bezerrão, mas busca a virada com grande atuação na etapa final. Gol da vitória, marcado por Lázaro, saiu aos 43 minutos

CLASSIFICAÇÃO HEROICA

Jogadores do Brasil comemoram um dos gols contra a França (Foto: Sergio Moraes/Reuters)

O que esperar de um confronto entre as duas melhores seleções do torneio? Gols. Emoção. No caso do Brasil, uma reação incrível. Que valeu a vaga na final do Mundial Sub-17. Após sair perdendo da França por 2 a 0 no primeiro tempo, a seleção brasileira buscou a virada no segundo tempo, com gols de Kaio Jorge, Veron e, aos 43 minutos, Lázaro. A vitória diante de 13 mil torcedores no Bezerrão levou a seleção para sua sexta decisão na história do torneio. O Brasil vai enfrentar o México em busca do tetracampeonato na final de domingo, às 19h (horário de Brasília), também no Bezerrão.

França 2 x 3 Brasil pela semifinal do Mundial Sub-17

FALA, LÁZARO!

– Eu vinha trabalhando nos treinos, treinando finalização, porque eu sabia que em algum momento o professor Guilherme ia precisar de mim. Eu fico bastante feliz, e tenho que parabenizar a equipe, sem eles nada disso teria acontecido. Hoje. quando a gente tomou 2 a 0, eu tentei passar um pouquinho para os garotos para eles ficarem tranquilos, eu falei para os moleques para acreditar – disse o autor do gol da vitória histórica, em entrevista ao Sportv após a partida.

Lázaro (20) comemora com Peglow o gol da vitória brasileira (Foto: Sergio Moraes/Reuters)

FALA, DALLA DÉA!

– Esse é o nosso futebol, a gente tinha que ter o equilíbrio emocional e a gente não conseguiu, sofremos dois gols. Foram ajustes, o vestiário tem sido muito importante para esses atletas, passar confiança. Foi essa confiança, voltar a jogar com mais alegria, senti eles muito nervosos, é normal, é da idade. Mas esse grupo está de parabéns. Mais uma vez mostra a força da nossa equipe, não tenho 11 camisas, e sim 98 camisas, quero agradecer aos jogadores que estiveram com a gente desde a fase de preparação. Eles também fazem parte desse momento muito bonito, indo para uma final de Mundial no nosso país – afirmou o técnico da seleção brasileira, Guilherme Dalla Dea, em entrevista ao Sportv após a partida.

BRASIL PROVA DO PRÓPRIO VENENO

A estratégia do Brasil era pressionar nos primeiros minutos. Mas quem conseguiu colocar tal tática em prática foi a França. Aos seis minutos, Adil Aouchiche deu lindo passe para Kalimuendo pela esquerda, e ele tocou na saída de Donelli. Foi a sétima assistência do camisa 10 francês no torneio. Pouco depois, Mbuku fez um carnaval no lado esquerdo, direito da defesa brasileira. Passou fácil por Daniel Cabral e Henri e finalizou bem: 2 a 0. A seleção reagiu. Criou boa chance com Veron, se manteve no ataque e teria chance de empatar no fim da primeira etapa. Teria. Yan sofreu pênalti, mas, após revisão no VAR, o árbitro salvadorenho Ivan Barton anulou a decisão.

Kalimuendo-Muinga comemora o primeiro gol da França (Foto: Sergio Moraes/Reuters)

VOCÊ PEDIU COM EMOÇÃO?

O Brasil não se abateu. Reagiu bem na segunda etapa, embora tenha tomado um susto com um chute de Kalimuendo. A França preferiu jogar compactada, deu a bola para a seleção brasileira, que insistiu. E conseguiu diminuir. Aos 16 minutos, Henri escorou após escanteio, e Kaio Jorge empurrou para o gol. Guilherme Dalla Déa lançou Lázaro na vaga de Diego Rosa, colocou Yan na ponta, e a pressão continuou enorme. E surtiu efeito. Aos 30, Daniel Cabral conseguiu salvar bola quase impossível na esquerda, cruzou, Veron ficou com a sobra e empatou: 2 a 2.

Veron chuta para empatar o jogo contra a França (Foto: Sergio Moraes/Reuters)

AH, O VAR…

O VAR foi decisivo. Primeiro, confirmou o gol de Kalimuendo, que havia sido anulado pelo bandeirinha. Depois, o árbitro salvadorenho Ivan Barton foi até o monitor para anular um pênalti que havia marcado em cima de Yan, aos 44 minutos da etapa inicial. Kaio Jorge já se preparava para fazer a cobrança, que poderia recolocar o Brasil no jogo. Na segunda etapa, foi a vez de decidir a favor dos donos da casa ao confirmar o gol do camisa 9 brasileiro. E, no fim, foi também com auxílio do VAR que o árbitro anulou, por impedimento, o gol de Matsima que recolocaria a França na frente, nos minutos finais. Na sequência do gol anulado, Lázaro fez o gol da vitória brasileira.

FESTA BRASILEIRA NO FIM

Anulado o gol de Matsima, bola no chão para o Brasil cobrar o impedimento. O goleiro Matheus Donelli deu um chutão para a frente, a bola quicou no campo de ataque, a defesa francesa bobeou, Lázaro dominou na entrada da área, girou na frente da marcação e chutou forte, sem chance para o goleiro Zinga.

Autor: Silva Neto

Eu, José Gonçalves da Silva Neto – (Silva Neto), Naturalidade: Cedro-CE, filiação: Vicente Antônio da Silva e Severina Gonçalves da Conceição. Na década de 70, comerciário na Casa Ribeiro e Gilsons Magazine em Juazeiro do Norte, nesta mesma cidade fundador do Xv de Novembro Futebol Clube. Ex-diretor secretário da Liga Desportiva Juazeirense, na década de 70. Comerciário vendedor da antiga Cariri Rações em Juazeiro do Norte. Radialista autônomo, diretor e apresentador do Programa Alvorada Sertaneja - Rádio Cetama de Barbalha. Noticiarista diretor e apresentador do Jornal Cetama é Notícia - Rádio Cetama de Barbalha, membro da equipe esportiva da Rádio Cetama de Barbalha, membro do Programa Flagra pela Rádio Cetama de Barbalha conjuntamente com o radialista Maciel Silva (saudosa memória). Ex-diretor gerente da Rádio Comunitária Verdes Canaviais de Barbalha-CE. Diretor e apresentador do Jornal Verdes Canaviais. Diretor e apresentador do Programa Saúde em debate da Rádio Verdes Canaviais. Ex-diretor gerente da Rádio Aurora do Povo da cidade de Aurora-CE. Ex-secretário e presidente da Liga Desportiva Barbalhense (LDB). Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto da Alegria – Barbalha-CE. Por oito anos, funcionário recepcionista do Hospital Santo Antônio de Barbalha-CE. Funcionário Público Municipal da Assessoria de Imprensa da Administração do ex-prefeito de Barbalha, Francisco Rommel Feijó de Sá. Funcionário Público Municipal como assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, gestão do ex-prefeito Antônio Inaldo de Sá Barreto, membro da assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, do ex-prefeito Edmundo de Sá Filho. Prestador de Serviços na divulgação das ações da Câmara Municipal de Barbalha desde o início dos anos 90. Correspondente do Jornal Tribuna Popular de Juazeiro do Norte. Correspondente do Jornal da Tarde da Rádio Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Diretor, redator e apresentador do Jornal Alvorada Notícias FM 96,7, desde o dia 02 de janeiro de 2014. Membro da equipe esportiva Show de Bola da Rádio Barbalha FM. Sócio do Rotary Clube de Barbalha – Distrito 4490. Membro sócio do Círculo Operário de Barbalha. Fundador e diretor do site www.diariodocariri.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: