Bruno Henrique, Gustavo Gómez, Felipe Melo, em Palmeiras x Fluminense (Foto: Marcos Ribolli)

Palmeiras faz a lição de casa, vence o Fluminense e fica com a mão na taça

Verdão chega a 70 pontos, oito a mais do que o Inter e dez a mais do que o Flamengo, que jogam nesta quinta. Flu, com 41, está a quatro da zona do rebaixamento e não vence há quatro rodadas

O Palmeiras deu mais um passo rumo ao décimo título brasileiro. Nesta quarta-feira, o time de Luiz Felipe Scolari venceu o Fluminense por 3 a 0, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, em atuação correta, sem sustos. Com a vitória, Palmeiras vai a 70 pontos, oito a mais do que o Inter e dez a mais do que o Flamengo. Ambos jogam nesta quinta-feira, contra América-MG e Santos, respectivamente. Se não vencerem, o Palmeiras pode garantir o título no domingo, contra o rebaixado Paraná, em Londrina – a chance de levar a taça é de 96%, de acordo com o matemático Tristão Garcia.

Borja abriu o placar no fim do primeiro tempo, após boa jogada de Diogo Barbosa pela esquerda e participação de Willian. Felipe Melo fez o segundo, aos 37 da etapa final, com um belo chute de primeira, da entrada da área. Luanfez o terceiro, já aos 44, de cabeça, completando cruzamento de Gustavo Scarpa.

O Palmeiras chegou a 19 jogos de invencibilidade, igualando recorde na era do Brasileirão por pontos corridos, estabelecido pelo Corinthians no ano passado. Luiz Felipe Scolari ainda não sabe o que é perder com o Palmeiras no Brasileirão.

Com a derrota, o Fluminense chega ao quarto jogo seguido sem vitória e dorme em 11º com 41 pontos, a quatro da Chapecoense, primeiro time na zona do rebaixamento. A Chape joga nesta quinta, contra o Botafogo, em casa. O próximo jogo do Fluminense será na segunda-feira, contra o Ceará, no Maracanã.

Renda: R$ 2.480.931,96

Público: 37.430 torcedores.

Um desses palmeirenses, ainda bem jovem, foi mais feliz pra casa: ganhou uma camisa das mãos de Marcos Rocha,que estava no banco de reservas, não entrou, mas fez esse lindo gesto.

Os jogadores reclamaram muito da arbitragem de Bráulio Machado. Ao final do jogo, o goleiro Júlio César disse que foram muitas faltas “que não existem” e disparou: “Entrega a taça para o Palmeiras logo!” No intervalo, o meia Jadson já havia dado uma entrevista com críticas fortes ao árbitro Braulio da Silva Machado: “Poucas vezes no futebol eu peguei um cara tão arrogante igual a esse cara. A gente procura não criticar a arbitragem, mas ele tá demais hoje. Nem conseguir falar com ele a gente consegue”.

O gramado ruim atrapalhou demais o ritmo do jogo. A bola quicava muito, e os passes saíam sempre com dificuldade. Isso fez com que o Palmeiras abusasse mais da ligação direta pelo alto – o que estava ótimo para o Fluminense, que até arriscou alguns contra-ataques, mas, no geral, mostrou que sairia muito satisfeito com um empate. O jogo abriu para o Palmeiras quando Felipão mandou Lucas Lima cair mais pela esquerda. Nesse setor, o meia colocou Diogo Barbosa em condição de fazer grande jogada e cruzar para Willian. Na jogada, a bola sobrou para Borja marcar. Os jogadores do Flu reclamam toque de mão de Willian (não é possível cravar se houve ou não pelo replay) e impedimento no gol de Borja (a posição era legal).

O Fluminense voltou mais ligado, pressionando mais o erro do Palmeiras e atacando com mais jogadores. O Verdão, em vantagem, fez o que sabe fazer tão bem com Felipão: se retraiu e ficou à espera de um contra-ataque. Quando tinha a bola, saía sem se afobar. Desta forma, ainda que não tenha tido um grande volume de oportunidades de gol, o Palmeiras esteve sempre mais perto de marcar o segundo do que de levar o empate. E ele veio, aos 37, com Felipe Melo, que acabara de entrar no lugar de Lucas Lima. E foi um golaço, com um chute de primeira, de sem-pulo, pegando uma bola espirrada pela defesa do Flu.

O segundo gol do Palmeiras veio num chute de Felipe Melo que chegou a 90km/h. Ele disse que foi um dos gols mais lindos de sua carreira. Depois, já nos vestiários, riu da pergunta de um repórter que falou em “jogo feio” do Palmeiras e respondeu com ironia.

Posse de bola: Palmeiras 49% x 51% Fluminense

Finalizações: 16 x 5

Chances reais de gol: 6 x 0

Cabeçadas: 3 x 2

Escanteios: 5 x 4

Faltas: 20 x 24

Passes errados: 17 x 22

Passes certos: 161 x 160

Impedimentos: 2 x 3

Autor: Silva Neto

Eu, José Gonçalves da Silva Neto – (Silva Neto), Naturalidade: Cedro-CE, filiação: Vicente Antônio da Silva e Severina Gonçalves da Conceição. Na década de 70, comerciário na Casa Ribeiro e Gilsons Magazine em Juazeiro do Norte, nesta mesma cidade fundador do Xv de Novembro Futebol Clube. Ex-diretor secretário da Liga Desportiva Juazeirense, na década de 70. Comerciário vendedor da antiga Cariri Rações em Juazeiro do Norte. Radialista autônomo, diretor e apresentador do Programa Alvorada Sertaneja - Rádio Cetama de Barbalha. Noticiarista diretor e apresentador do Jornal Cetama é Notícia - Rádio Cetama de Barbalha, membro da equipe esportiva da Rádio Cetama de Barbalha, membro do Programa Flagra pela Rádio Cetama de Barbalha conjuntamente com o radialista Maciel Silva (saudosa memória). Ex-diretor gerente da Rádio Comunitária Verdes Canaviais de Barbalha-CE. Diretor e apresentador do Jornal Verdes Canaviais. Diretor e apresentador do Programa Saúde em debate da Rádio Verdes Canaviais. Ex-diretor gerente da Rádio Aurora do Povo da cidade de Aurora-CE. Ex-secretário e presidente da Liga Desportiva Barbalhense (LDB). Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto da Alegria – Barbalha-CE. Por oito anos, funcionário recepcionista do Hospital Santo Antônio de Barbalha-CE. Funcionário Público Municipal da Assessoria de Imprensa da Administração do ex-prefeito de Barbalha, Francisco Rommel Feijó de Sá. Funcionário Público Municipal como assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, gestão do ex-prefeito Antônio Inaldo de Sá Barreto, membro da assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, do ex-prefeito Edmundo de Sá Filho. Prestador de Serviços na divulgação das ações da Câmara Municipal de Barbalha desde o início dos anos 90. Correspondente do Jornal Tribuna Popular de Juazeiro do Norte. Correspondente do Jornal da Tarde da Rádio Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Diretor, redator e apresentador do Jornal Alvorada Notícias FM 96,7, desde o dia 02 de janeiro de 2014. Membro da equipe esportiva Show de Bola da Rádio Barbalha FM. Sócio do Rotary Clube de Barbalha – Distrito 4490. Membro sócio do Círculo Operário de Barbalha. Fundador e diretor do site www.diariodocariri.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: