Bailarina do Faustão, Jaque Ciocci diz que se descobriu ‘mulherão’ ao virar Miss São Paulo: ‘O jogo virou’

Formada em arquitetura, ela toca violino e diz que no colégio era ‘mais pra esquisitinha’

Por Vitor Moreno, Gshow — São Paulo

Bailarina do Faustão, Jaque Ciocci  – Arquivo Pessoal

Quem vê Jaque Cioccidesenvolta ao dançar ou trocar figurinhas com Faustão no palco do Domingão pode não acreditar, mas a bailarina nem sempre fez sucesso com os rapazes. “No colégio, eu era mais para esquisitinha”, contou ao Gshow.

“Os meninos não queriam nem saber de mim, mas o jogo virou, não é mesmo?”

A grande transformação, segundo ela, se deu em 2015. Na época, ela estava no terceiro ano da faculdade de arquitetura – que ela concluiu dois anos depois – e foi inscrita por um amigo no concurso Miss São Paulo. “Ele pegou fotos das minhas redes sociais e mandou para os organizadores, daí me chamaram para a seletiva”, contou. “Acabei concorrendo e ganhei o título.”

Jaque Ciocci é bailarina e Miss São Paulo 2015 — Foto: Arquivo Pessoal

Jaque afirma que o concurso deu uma guinada em sua vida. “Para mim, foi uma virada, porque eu sempre fui muito moleca”, avaliou. “Foi o momento em que eu comecei a me entender como mulherão. Eu não entendia nada de concurso de beleza, fui com o que eu achava que poderia ser bom.”

“Você aprende a se vestir, a se maquiar… Mas também a se gostar e a se empoderar. Cada menina tem um objetivo no concurso, mas eu vi como uma maneira de transformar as pessoas e passar o bem adiante.”

Jaque Ciocci arrasando em clique na praia — Foto: Arquivo Pessoal

A paulistana, que hoje tem 24 anos, estreou no Balé do Faustão em 2018, também quase que por acaso. Apesar de ter estudado dança desde criança, ela não tinha a pretensão de se tornar profissional nessa área. “Minha mãe é bailarina e viajou o mundo inteiro se apresentando”, disse. “Comecei a estudar balé clássico no Theatro Municipal aos 8 anos, mas eu encarava como hobby.”

“Hoje quando olho para trás parece que tudo o que eu fiz me trouxe até o Balé do Faustão.”

Depois de passar por diversos ritmos, como jazz, contemporâneo e street dance, a trajetória na dança foi interrompido na adolescência. “Com 16 anos, não sabia mais se queria dançar e parei”, revelou. “Estava em dúvida sobre seguir engenharia ou arquitetura na faculdade e fui fazer curso de técnico em edificações.”

A vida foi levando Jaque por outros caminhos. Após se tornar Miss São Paulo, ela viu a carreira de modelo disparar. “Percebi que tinha muita aptidão para fotografar porque tinha consciência corporal, que era algo que a dança me trazia”, avaliou. Entre um estágio em uma empresa de iluminação e as fotos profissionais, ela começou a sentir falta de se expressar artisticamente.

No mesmo período, uma amiga que já estava participando do Ding Dong a indicou para participar do quadro. “Fiquei o quarto e o quinto ano da faculdade todo fazendo participações nesse quadro”, disse. “Quando acabei a faculdade, surgiu uma vaga para ficar fixa no Balé e eu entrei.”

Além de dançar, Jaque passou a apresentar ações de merchandising no palco. “O programa é muito desafiador, é uma escola”, comparou.

“Se você quer aprender, você vai, porque as ferramentas são dadas. Nunca é a mesma coisa. Isso te tira do conforto, mas exige estudo e dedicação também.”

No tempo livre, ela diz que gosta de meditar (“para organizar a energia e começar o dia direito”), ler, viajar e, desde o começo do ano, voltou a fazer aulas de violino, que ela toca desde criança. “Meu ouvido musical fica muito melhor para a dança”, contou.

Aquariana, também é fã de astrologia. “Quando conheço um boy, já peço data e local de nascimento”, riu. No momento, ela não está analisando o mapa astral de ninguém. Solteira, disse que está em um momento de introspecção. “Meu coração me pede para ficar um pouco sozinha”, avisou. “Estar com alguém é trocar energia, tem que estar disposto.”

Autor: Silva Neto

Eu, José Gonçalves da Silva Neto – (Silva Neto), Naturalidade: Cedro-CE, filiação: Vicente Antônio da Silva e Severina Gonçalves da Conceição. Na década de 70, comerciário na Casa Ribeiro e Gilsons Magazine em Juazeiro do Norte, nesta mesma cidade fundador do Xv de Novembro Futebol Clube. Ex-diretor secretário da Liga Desportiva Juazeirense, na década de 70. Comerciário vendedor da antiga Cariri Rações em Juazeiro do Norte. Radialista autônomo, diretor e apresentador do Programa Alvorada Sertaneja - Rádio Cetama de Barbalha. Noticiarista diretor e apresentador do Jornal Cetama é Notícia - Rádio Cetama de Barbalha, membro da equipe esportiva da Rádio Cetama de Barbalha, membro do Programa Flagra pela Rádio Cetama de Barbalha conjuntamente com o radialista Maciel Silva (saudosa memória). Ex-diretor gerente da Rádio Comunitária Verdes Canaviais de Barbalha-CE. Diretor e apresentador do Jornal Verdes Canaviais. Diretor e apresentador do Programa Saúde em debate da Rádio Verdes Canaviais. Ex-diretor gerente da Rádio Aurora do Povo da cidade de Aurora-CE. Ex-secretário e presidente da Liga Desportiva Barbalhense (LDB). Ex-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Alto da Alegria – Barbalha-CE. Por oito anos, funcionário recepcionista do Hospital Santo Antônio de Barbalha-CE. Funcionário Público Municipal da Assessoria de Imprensa da Administração do ex-prefeito de Barbalha, Francisco Rommel Feijó de Sá. Funcionário Público Municipal como assessor de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, gestão do ex-prefeito Antônio Inaldo de Sá Barreto, membro da assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Barbalha, do ex-prefeito Edmundo de Sá Filho. Prestador de Serviços na divulgação das ações da Câmara Municipal de Barbalha desde o início dos anos 90. Correspondente do Jornal Tribuna Popular de Juazeiro do Norte. Correspondente do Jornal da Tarde da Rádio Padre Cícero em Juazeiro do Norte. Diretor, redator e apresentador do Jornal Alvorada Notícias FM 96,7, desde o dia 02 de janeiro de 2014. Membro da equipe esportiva Show de Bola da Rádio Barbalha FM. Sócio do Rotary Clube de Barbalha – Distrito 4490. Membro sócio do Círculo Operário de Barbalha. Fundador e diretor do site www.diariodocariri.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: